GLOBO DETERMINA A DILMA QUE SE CALE

:

Na escalada da imprensa contra a presidente Dilma, agora é a revista Época, de João Roberto Marinho, que propõe o seu silêncio; “a presidente Dilma se comporta como se soubesse tudo”, afirma o editorial da publicação, que a compara com Lula e diz que o antecessor se saiu melhor; também neste domingo, o Estadão questiona a capacidade cognitiva de Dilma

 

21 DE ABRIL DE 2013 ÀS 10:57

 247 – Aos poucos, os veículos da mídia tradicional explicitam sua guerra à presidente Dilma Rousseff. Na semana passada, as capas de Veja e Época, dedicadas à chamada “crise do tomate”, foram um marco importante. Neste domingo, num editorial raivoso, o jornal Estado de S. Paulo, que enfrenta grave crise financeira, questionou a capacidade cognitiva da presidente Dilma Rousseff.

Mas, neste fim de semana, o fato mais importante é o editorial da revista Época, de João Roberto Marinho, dado o peso das Organizações Globo na mídia brasileira. O texto “Menos palavrório, Dilma”, que abre a edição da semanal, é praticamente um “Cala a boca, Dilma”, na linha dos personagens Caco Antibes e Magda.

Segundo o texto, “ao transformar a taxa de juros numa bandeira política, a presidente mina a credibilidade do BC”. Já é sabido que, por razões políticas e econômicas, a Globo trabalha para que o Brasil chegue em 2014 com inflação alta, crescimento baixo e os juros mais altos possíveis. Mas o editorial desta semana explicita a guerra. Eis um trecho:

“A presidente Dilma se comporta como se soubesse tudo. Na questão dos juros, ela deveria conter seus arroubos voluntaristas. Toda vez que ela fala sobre o assunto, mina a credibilidade do BC em seu papel de condutor das expectativas de inflação. O ideal seria que o BC, à semelhança de seus similares nas nações desenvolvidas, tivesse, assegurada em lei, independência para exercer seu papel de guardião da moeda. Como o Brasil não amadureceu a esse ponto, o melhor seria que Dilma se mirasse no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Lula, na prática, deu autonomia ao então presidente do BC, Henrique Meirelles, para tomar as medidas necessárias para controlar a inflação. Os resultados de Lula foram, em todos os indicadores, muito superiores aos obtidos por Dilma até aqui”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: